Como o coworking pode te ajudar a dar o primeiro passo a caminho da consolidação da sua marca.

Vamos lá, como profissional autônoma, Arquiteta e Urbanista, sempre tive vontade de ter meu próprio escritório, por ser filha e afilhada de arquitetos, tive uma boa bagagem na área de arquitetura, desde meu primeiro ano de faculdade na verdade, além disso fiz vários estágios durante a faculdade para entender todas as áreas, conhecer outros profissionais, outros modos de pensar e, principalmente, como funcionava de fato um escritório. Meu pai nesta época trabalhava no Serviço Público como Urbanista e não tinha, portanto, escritório físico, já eu queria o meu próprio, mas como? Era muito inviável na época tal investimento. Foi quando chegou até mim o conceito de coworking.

A minha primeira relação com o coworking se deu de uma forma bastante ocasional, em minha tentativa de abrir escritório convidei dois amigos arquitetos para que pudéssemos abrir algo juntos, mas com aluguéis caros e bolsos vazios nossa ideia foi perdendo força, decidimos então parar e pesquisar outras opções, foi quando encontramos o primeiro, super recente e, até então, único coworking de Taubaté. Não conhecíamos o conceito, mas era uma opção para explorar.

Logo que conheci o espaço percebi que tinha tudo o que eu precisava, era um ambiente moderno e bem organizado, eles dispunham de: secretária, banheiros feminino e masculino, copinha com máquina de café e água, sala de reuniões e uma mesa de escritório com um armário. Perfeito! Tudo o que eu precisava estava ali. A minha mesa ficava em uma sala compartilhada com outros sete profissionais, mas quando necessário um atendimento ao cliente eu poderia utilizar as salas de reunião. Eu tinha um endereço comercial em uma localização ótima no centro da cidade por um preço extremamente acessível, parecia até sonho.

Paguei minha mensalidade, comecei a utilizar o espaço e percebi que ali era, além de tudo, um ótimo local para se fazer contatos e desenvolver minha rede de clientes e parceiros. Não à toa, ali conheci pessoas que ajudaram bastante em meu desenvolvimento profissional. Foi uma troca de experiências produtiva, ganhei mais confiança e comecei a explorar meus conhecimentos, estudei mais, até que animada e confiante elaborei minha primeira palestra explorando um conteúdo pouco divulgado da área de arquitetura de forma acessível a todos, “Cores para o dia-a-dia” falava sobre o uso das cores nos ambientes residenciais e de trabalho. Havia encontrado a área que de fato gostaria de trabalhar, o bem-estar. Neste mesmo dia fiz ainda mais contatos com as pessoas que frequentaram minha palestra, e aquilo foi se desenvolvendo mais e mais.

Alguns anos se passaram, hoje tenho meu próprio escritório, mas o mais legal é que meu relacionamento com as pessoas que conheci no coworking permanece. Ainda participo de eventos, tenho a minha disposição a sala de reuniões, de cursos e palestras, vira e mexe consigo indica-los e ajudar amigos que estão em um mesmo passo que estive há algum tempo ou então amigos que tenham empresas já consolidadas, mas que precisam de um endereço fiscal em Taubaté, enfim, foi uma experiência rica, produtiva e que de fato ajudou em minha carreira profissional. No fim das contas, descobri que pode ser muito simples ter seu próprio escritório.

Raíza de Souza Pastorelli

Facebook | Instagram

Arquiteta e urbanista formada pela UNITAU (Universidade de Taubaté), consultora do autêntico Feng Shui chinês, apaixonada por técnicas que complementam meus projetos como: Cromoterapia (uso das cores como elemento funcional em um ambiente), Psicologia da Arquitetura (através do uso de formas, cores, composições de elementos, para criar ambientes que representem tudo aquilo que você mais deseja), Sustentabilidade (técnicas como composições de Projeto que reduzam o consumo de energia, o uso de ar-condicionado, favoreçam o reuso de água de chuva, entre outras coisas; Paisagismo com PANCs e produtos orgânicos; tecnologias que privilegiem o reuso ou o uso inteligente de materiais) e para as empresas, conhecimentos de Marketing aplicados a Arquitetura.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *